• 45
  • 0

Varizes são veias dilatadas e tortuosas com válvulas insuficientes que apresentam um fluxo sanguíneo inverso, conhecido por refluxo venoso causando sintomas e desconforto estético. Dependendo do caso, podem ser de pequeno, médio ou grande calibre, sua aparição costuma ser nas pernas, coxas e pés.  Existem dois tipos de varizes, as primárias(que tem fator hereditário) e as secundárias(tem como fator algum acontecimento ao decorrer da vida, tratamento mais difícil).

Nosso coração bombeia facilmente o sangue, as artérias se encarregam de levar este sangue para as demais partes do nosso corpo, nutrindo todas as nossas células. As veias ficam encarregadas de fazer com que o sangue volte para o coração por meio das válvulas venosas, sendo assim, estas válvulas se abrem para o sangue passar e se fecham logo em seguida para que o mesmo não retorne. Em veias plenamente saudáveis, esta circulação de sangue flui normalmente, mas com o decorrer do tempo, alguns fatores podem contribuir para o mau funcionamento das veias, entre eles estão: fatores genéticos, gravidez, sedentarismo, idade avançada, obesidade, etc. 

Estes fatores causam a dilatação das veias, assim as válvulas não possuem mais a mesma eficiência, não se fechando totalmente. Assim, o sangue fica segue o fluxo que deveria e fica parado nas veias, causando mais dilatação e, consequentemente, varizes.

Quais são os sintomas de varizes?

Os sintomas podem ser visíveis ou não.

Os mais comuns são: dormência, coceira na veia protuberante, pernas cansadas, pesadas, formigamento, dor e inchaço das pernas, todos com piora progressiva ao decorrer do dia. Ficam cada vez mais propensos a rupturas se não tiver tratamento. 

Pode ocorrer com a evolução da doença com a presença de manchas, atrofia da pele e formação de úlceras, além da rotura e sangramento de ramos varicosos.

O inchaço crônico também favorece o acometimento por inflamação e infecção como linfangites e erisipelas.

Dica de post sobre o assunto:

Como é feito o diagnóstico?


Para saber mais entre no link abaixo:

O diagnóstico de varizes geralmente se dá pelo simples exame físico com inspeção e palpação dos trajetos varicosos, porém devem ser utilizados os métodos auxiliares para que seja estabelecido a causa do refluxo, ou seja, a raiz do problema. Para isto podemos contar com o uso do Ultrassom Doppler, GPS vascular (realidade aumentada) e com o uso da venografia.

O Ultrassom Doppler ou Eco Color Doppler ou Duplex Escan são todos nomes para o mesmo exame. É basicamente um ultrassom com estudo colorido do fluxo dos vasos. Considerado o melhor exame para avaliação da insuficiência venosa, é indolor, pode ser repetido, faz parte da rotina do cirurgião vascular na avaliação e busca da causa do refluxo venoso para diagnóstico e seguimento. Podendo estar presente antes, durante e depois do tratamento.

Outro método auxiliar no diagnóstico e tratamento é o uso do GPS vascular, também conhecido como realidade aumenta. É um aparelho que capta a presença dos vasos invisíveis e faz uma projeção destes vasos na pele, tornando possível avaliação e tratamento destes. 

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *